Como devo prevenir lesões

Por Yara Simões

Quem corre tem grandes chances de desenvolver algumas das lesões mais comuns do esporte, como tendinite patelar, fasciíte plantar e esporão de calcâneo. Para prevenir esse tipo de incômodo, que pode afastar o atleta dos treinos por um longo período, são necessários alguns cuidados básicos.
 
 “Uma das causas mais comuns das lesões na corrida é o excesso de treino”, explica o fisioterapeuta David Homsi. Ele ainda alerta para o over training (excesso de treino sem ganho de condicionamento físico ou melhora da performance) e o over use (utilização exagerada de certa estrutura ou articulação do corpo), que podem causar lesões mais graves do que as que já são mais comuns no esporte.
 
 Outro fator importante na prevenção de lesões é o uso de um tênis adequado ao seu tipo de pisada. “Os diferentes tipos de pisada dos atletas devem ser respeitados e deve-se dar um descanso ao tênis entre 24 e 48 horas pós-treino”, revela Homsi. Respeitar a vida útil de um tênis, que é de cerca de 500 milhas (804,670 km), também é importante.
 
 Todos esses cuidados somados, por exemplo, à natação só trarão benefícios ao atleta. “Tenho tido uma redução bastante significativa nas lesões em atletas de corrida que acompanho”, diz o fisioterapeuta. “Os únicos cuidados que o atleta tem que tomar é não causar o over training, sempre seguir um protocolo de treinamento, passar por exames físicos regularmente e qualquer alteração que ocorra procurar um profissional especializado em Medicina Esportiva”, completa.
 
 Para evitar lesões durante os treinos, Homsi indica seguir a seguinte tabela (com base em um treino de duas horas diárias):
 
5% de alongamento

10% de aquecimento
70% de treino propriamente dito
10% de desaquecimen
to
5% de alongamento